Pesquisa em LivreSocial

domingo, 28 de setembro de 2008

Contra Fatos não há argumentos, mas mesmo assim ...

Popularidade
Achei muito interessante o
Clipping do governo, onde uma reportagem do JB (RJ) aponta a popularidade de Lula como "mais um recorde histórico":
A avaliação positiva do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva bateu mais um recorde histórico e atingiu a marca dos 68,8%, revelou pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem em Brasília. A aprovação do desempenho pessoal do presidente também foi a maior de toda a série histórica do instituto, alcançando 77,7%.
Tenho respondido a alguns emails que usam de ironia para tentar disseminar um pensamento quase preconceituoso sobre o atual governo, que ressaltam a pouca formação educacional de Lula, de seu passado sindical, dos escândalos postos à luz durante seu governo e por último, de uma idéia de que o nordestino é um pobre, burro e preguiçoso. Não necessariamente nesta ordem, não necessariamente apenas isto. Estas pessoas que escrevem textos como estes (para que depois sejam copiados a esmo via email) ignoram até mesmo que existem ações no nordeste impressioantes, como é o caso do C.E.S.A.R. de Recife (antes que digam qualquer coisa, sei que o C.E.S.A.R. não foi criado no governo Lula e sim durante o governo FHC). Por mais que seja fato, me espanta que estas coisas pareçam ser intencionalmente ignoradas.
Para os que gostam de ironia, é interessante ver o governo FHC pela pena (ou nankim) de Angeli.

Autoria
Mesmo assim, a pesquisa tem um detalhe muito interessante: não foi encomendada pelo governo. Isto prova que não é necessário forjar boas notícias. É um fato, e contra isto não há nada que possa ser dito.
Uma reportagem do G1 mostra o seguinte:
... A sondagem, encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), ...

O site do CNT é www.cnt.org.br.

Memória
Mas, continuo achando que o povo brasileiro é fantástico. De um modo inexplicável, consegue esquecer alguns assuntos importantes para si mesmo, especialmente depois de alguns eventos de forte apelo popular, normalmente a Copa do Mundo, e outros como Carnaval e grandes festas. Talvez por isso, os
showmícios devem ter sido proibidos pelo TSE. Pois agora, me parece que este outro recorde acaba de ser quebrado:
O parlamentar da oposição preferiu comentar as sondagens para a sucessão presidencial de 2010, nas quais José Serra (PSDB) lidera todos os cenários em que seu nome é incluído na disputa, com percentuais que vão de 37,9% a 45,7%, nas simulações para o primeiro turno, e batendo todos os candidatos da base do governo Lula, no segundo. ­ Isso significa que o eleitor não faz uma clara associação política entre Lula e o PT ­ argumenta Agripino. ­
Novo Governo
Então, vejo que apesar de a maioria aprovar a pesso do presidente, e provavelmente ter aceito todos os planos de benefícios, e outras vantagens trazidas pelo governo atual (lembram quando foi a última vez que o Brasil pediu dinheiro emprestado ?), a tendência é que o poder federal volte para o PSDB. O
G1 faz uma interessante observação:
Segundo Ricardo Guedes, o exemplo dos Estados Unidos é uma boa premissa para analisar o quadro eleitoral brasileiro. Para ele, as eleições nacionais tendem para o bipartidarismo, com PT e PSDB protagonistas dessas disputas.
Mata-Mosquitos
Uma coisa que muito me preocupa é que (
IMHO) o atual governo não deve conseguir continuar, e esta pesquisa mostra isso. Um outro exemplo da amnésia do povo brasileiro mostra a ação do Sr. José Serra em relação aos "mata-mosquitos", demitindo aproximadamente 6000 funcionários segundo noticiado..
O ministro da Saúde José Serra afirmou hoje que o aumento de casos de dengue este ano não tem relação com a demissão de 6.000 dos chamados "mata-mosquitos", funcionários da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), que trabalhavam no combate à doença.

Segundo Serra, os "mata-mosquitos" tinham contratos precários e, em 1999, a medida provisória que fazia a recontratação automática deixou de ser editada. Em 1999 e 2000, a dengue caiu muito em comparação a 1998, quando os "mata-mosquitos" ainda estavam na Funasa.
Mesmo tendo gerado esta quantidade de desempregados, quando ministro de saúde do governo FHC, o Sr. José Serra conta com a maioria das intenções de voto para presidente. Como estava dizendo antes, eu temia isto, dado que os escândalos do mensalão e outros tem sido frequentemente atribuídos ao governo Lula, o que não é de todo verdade. É interessante lembrar que durante o governo FHC, um mensalão também ocorreu, e interessantemente, com o mesmo Sr. Marcos Valério. Entretanto, quase ninguém lembra disto.

PSDB
Me parece que estamos voltando para uma era PSDB, da qual pelo menos os funcionários públicos lembram bem. Aliás, achei muito esta reportagem, da qual destaco este trecho:
O presidente Fernando Henrique Cardoso, deputados, senadores e ministros do Supremo Tribunal Federal vão receber o salário de R$ 12.720 a partir de 1º de fevereiro de 1999. O reajuste vai significar aumento salarial para FHC de 49,6%. O salário atual do presidente é R$ 8.500 mensais. Para os deputados e senadores, com salário atual de R$ 8.000, o aumento será de 59%. O valor fixado é o salário pago hoje a três ministros do Supremo, que também atuam na Justiça Eleitoral. Os salários estão congelados desde 1995. Nenhum funcionário público poderá receber acima desse teto.

Na lei, no entanto, há brechas que poderão tornar o teto salarial sem efeito em alguns casos. O reajuste foi definido, ontem, em reunião entre FHC, os presidentes da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), do Senado, Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), e do Supremo, Celso de Mello. Não foi anunciado aumento salarial para os servidores públicos. A votação do projeto de lei estabelecendo o teto será em fevereiro.

Interessante como podemos ser tão esquecidos de um período tão ruim para todos os brasileiros. Interessante como podemos oscilar tanto entre passado e presente. Aliás, frequentemente um governo assume ignorando ou desfazendo-se de tudo do governo anterior, mesmo os bons feitos. Se esta tradição se perdurar, imagino como isto tudo estará, a partir deste futuro novo governo.

Que permaneça de testemunho para os dias que virão. Ou não.

sábado, 13 de setembro de 2008

Provado Internacionalmente o que já sabíamos

Quando comecei a me interessar por acesso rápido à Intenet, obviamente comecei a procurar informações lá fora. Achei que seria possívl encontrar um serviço lá que existisse aqui. Ou que estivesse a ponto de começar a funcionar neste nosso país.
Encontrei a DirecTV, com oferta a internet rápida. Para quem quiser ver, está no menu de serviços (services). Entretanto, aqui no Brasil, não sei por qual motivo, a DirecTV não disponibilizou este serviço.

Telemar
Lembro de ter procurado outras opções, mas o alto custo inviabilizou todas. Finalmente, optei pela Telemar (hoje, OI). Foi uma tortura, uma tristeza. Um valor absurdo por uma internet mais lenta na prática do que o prometido no papel.
O atendimento técnico ao telefone era uma tortura. E ficou muito pior depois que passaram a usar a tal atendente eletrônica, que na maioria das vezes não entende o que se fala. Procurando pela internet, achei casos de usuários que tentaram cancelar a conta, que relataram as dificuldades de uso, e um outro que se estressa com a operadora e com a atendente virtual. Neste último, aparece uma dica que vou testar assim que possível:

Dica sobre a atendente virtuaL: Diga em alto e bom tom: "Cancelar OI". Aí ela te pergunta se quis realmente dizer cancelar ou bloquear por roubo. Então você confirma: Cancelar. Aparece um atendente "de carne e osso" rapidinho.
Mas não apenas isso, também a qualidade deste serviço passa a ser ainda menos considerável, se você confrontar com o custo. Passei agora no site do Velox e achei os preços absurdos, como 169,90 para 1 Mega. Confira os outros preços na imagem.

GVT

Insatisfeito, comecei a procurar alternativas, e encontrei a sulista GVT. Lendo no site deles, achei preços que me deixaram COMPLETAMENTE em dúvida de estar lendo um site de uma empresa que estivesse no mesmo país que eu. A velocidade de valor mais próximo ao oferecido pela Telemar (agora Oi) é de 5M, ou seja, R$ 50,00 mais barato com 4M a mais do que a oferta da Telemar. Eu não consigo imaginar qual o motivo desta disparidade toda.


Como se pode ler no site, há um limite de 60Gb, que deve ser de download. Imaginei que isto seria um grande empecilho, pois estamos toda hora baixando imagens inteiras de sistemas operacionais, como o Ubuntu, Kurumin, FreeBSD, e outros, incluindo o próprio Windows. Mas a operadora também avisa que por tempo indeterminado, ela não está controlando a quantidade de informação acessada. Veja na figura.

Reconhecimento internacional.

Mas pelo menos, esta vergonha vai ser exposta a ridicularização internacional. Achei aqui a seguinte notícia:

Banda larga no Brasil deixa a desejar

Estudos apontam o serviço como dos piores. De 42 países pesquisados, ficamos em posição 38. E a pesquisa, solicitada pela CISCO, qualifica apenas detalhes técnicos, como velocidade. Eu, que estou morando no Brasil, vejo não apenas isso como problema, mas o questionável altíssimo preço que temos que pagar pela internet aqui.

Notícias Linux

Dicas-L: Dicas técnicas de Linux e Software Livre

Ubuntu Dicas

Security Fix

 
Creative Commons License
Blog Livre e Social by Gilberto Martins is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.